melhor-aquecedor

 

A necessidade de um aquecedor

Investir em aquecedores para deixar seu ambiente mais aconchegantes e agradável; nos dias de baixas temperaturas é mesmo uma excelente opção. Afinal, é ótimo curtir o conforto da sua casa no inverno, não é mesmo?

E principalmente para quem mora nas regiões mais frias, como a sul, por exemplo, uma aquecedor é uma ótima pedida. São muitas opções e modelos disponíveis no mercado, mas nem sempre qualquer opção escolhida vai trazer o retorno esperado, seja devido ao tamanho dos ambientes ou pela potência do equipamento.

Todos os aquecedores domésticos portáteis funcionam com eletricidade e quanto maior a potência, maior o gasto de energia. O aquecimento do ambiente acontece por causa da troca do calor entre o ar do espaço e a resistência interna do equipamento. Essa resistência é uma peça em formato de serpentina similar à resistência dos chuveiros. Por isso, conheça os tipos e veja como escolher o melhor aquecedor para o seu ambiente.

 

Tipos de aquecedores

Como principais aparelhos portáteis você encontra as seguintes opções: aquecedor a óleo, cerâmico, termoventiladores e elétricos. Com certeza surge as perguntas: Qual o melhor aquecedor? Quais os tipos de aquecedor? Fique atento na diferença entre cada um eles para escolher o seu.

 

Aquecedor Elétrico

Os modelos elétricos são os mais acessíveis, porque variam de preço de acordo com o tamanho e a potência. Você pode escolher o que achar mais conveniente.

A resistência do aquecedor elétrico fica aparente e o calor entra em contato direto com o ar, por isso o aquecimento do ambiente é rápido. Por outro lado, eles tendem a concentrar o calor nas proximidades, por isso, ele é ideal para pequenos espaços.

 

A resistência do aquecedor elétrico fica aparente e o calor entra em contato direto com o ar. (Foto: Reprodução/ML)

A resistência do aquecedor elétrico fica aparente e o calor entra em contato direto com o ar. (Foto: Reprodução/ML)

 

Termoventiladores

Já os do tipo termoventiladores têm uma hélice para acelerar a renovação do ar ao redor do aparelho, assim, eles ampliam o alcance e esquentam mais rápido.

Algumas opções também têm mais de uma potência no mesmo equipamento, adaptando-se a situações mais ou menos frias; também têm ruído semelhante ao de um ventilador. Geralmente, eles são indicados para espaços médios e pequenos. São leves e fáceis de transportar, e algumas opções podem ser presas à parede se você desejar.

 

Os termoventiladores têm uma hélice para acelerar a renovação do ar ao redor do aparelho. (Foto: Reprodução/Havan)

Os termoventiladores têm uma hélice para acelerar a renovação do ar ao redor do aparelho. (Foto: Reprodução/Havan)

 

Aquecedor a óleo

Nesses equipamentos, o óleo é aquecido e troca calor com o ar do entorno. Ele é mais silencioso que os outros, mas demora um pouquinho mais para começar a fazer efeito, já que é preciso que o óleo esteja quente primeiro.

O design também é responsável pela eficácia. Os aquecedores em forma de torre contam com uma maior emissão de calor e com uma resistência em tamanho superior aos demais aparelhos.

Aquecedores a óleo também usam resistência, mas o ar não entra em contato com ela, por isso, não resseca o ambiente. Eles são mais silenciosos que os demais e costumam ser mais caros que
os elétricos.

Há ainda modelos com termostato, aquele mecanismo que mede a temperatura do ambiente e a mantém estável e regular. Geralmente eles ficam no chão e são ideais para espaços pequenos e médios, como banheiros e quartos. A boa notícia é que você pode economizar até 15% de energia em relação aos elétricos.

 

Nesses equipamentos, o óleo é aquecido e troca calor com o ar do entorno. (Foto: Reprodução/Manica)

Nesses equipamentos, o óleo é aquecido e troca calor com o ar do entorno. (Foto: Reprodução/Manica)

 

Cerâmicos

Os aquecedores cerâmicos esquentam rápido, pois a cerâmica absorve o calor gerado em vez de se dissipar diretamente no ar. Na verdade, eles têm um funcionamento parecido ao do ar-condicionado, mas são mais econômicos que os aparelhos elétricos.

Os aquecedores cerâmicos podem ser fixados no teto ou na parede, e alguns vêm com controle remoto e opções de programação de temperatura e timer, por exemplo. Esses modelos são indicados para cozinha e banheiros.

A resistência feita em cerâmica torna a vida útil do aparelho mais longa. Porém, eles podem tornar o ar mais seco, já que utilizam o oxigênio. Portanto, para quem tem problemas respiratórios, ele não é indicado.

 

A cerâmica absorve o calor gerado em vez de se dissipar diretamente no ar. (Foto: Reprodução/Mobly)

A cerâmica absorve o calor gerado em vez de se dissipar diretamente no ar. (Foto: Reprodução/Mobly)

 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as vantagens e as diferenças de cada aquecedor, confira também as dicas para usar um aquecedor de forma segura.

     

Fonte: BBEL, CMCC, ML

     

Gostou? Compartilhe!
(Este conteúdo foi visitado 120 vez(es) | 1 visita(s) hoje)
Você também pode ser interessar por:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>